Vinci Offices | VINCI FIIs

Estratégia e Vantagens Competitivas

O Fundo irá investir, preferencialmente, em participações de controle  em edifícios corporativos, majoritariamente locados e que apresentem pelo menos um dos 6 (seis) pilares que, na visão do Gestor, são vertentes de geração de valor para os imóveis e norteiam a alocação do capital. Os imóveis que comporão a carteira do Fundo deverão, preferencialmente, se enquadrar em pelo menos um dos pilares listados abaixo:

Localização em grandes centros

Imóveis localizados nos grandes centros comerciais e regiões consolidadas, em especial São Paulo e Rio de Janeiro.

Projetos diferenciados e de porte médio “Boutique Office”

Edifícios de porte médio (em princípio com área locável de até 10 mil m²) e que se destaquem por uma arquitetura ou design diferenciado.

Novas tendências de escritório (co-working, space as a service)

Nos últimos anos, a formas como trabalhamos e consequentemente os escritórios foram sendo reinventados. Cada vez mais, empresas e pessoas buscam ambientes de trabalho mais convidativos e colaborativos. Os imóveis por sua vez precisam ser repensados para atender essas novas demandas que privilegiam áreas de descompressão, áreas externas e ambientes integrados. Além disso, uma série de empresas cresceram sob a premissa de ofertar não apenas o espaço, mas um serviço que atenda essas necessidades. O Fundo irá buscar ativos que se enquadrem nessas características ou que tenham locatários focados para atuar do que chamamos de “space as a service”.

Locatários de primeira linha

Imóveis locados por inquilinos relevantes em seus segmentos de atuação, que possuam bom risco de crédito e / ou que tenham realizado investimentos relevantes para adaptações dos espaços ocupados.

Participação de Controle

Participação nos ativos superior a 50%, de forma que o Fundo tenha controle sobre todas as decisões estratégicas do imóvel, como custos condominiais e negociações com locatários.

Foco em renda com potencial apreciação de preço

O Fundo tem como foco a geração de renda e portanto, irá focar em ativos que estejam prontos e, majoritariamente locados, podendo investir também em imóveis que encontram-se com preços de locação abaixo de seus valores de mercado potenciais representando oportunidade de apreciação do preço de aluguel nas revisionais ou nos vencimentos dos contratos de locação.